Euromodal invests in new facilities investe em novas instalações
Euromodal investe em novas instalações
4 Novembro, 2016
Nova face do armazém da Euromodal, conseguido com os fundos comunitários do Portugal 2020

Euromodal com grande sucesso reconhece o apoio das iniciativas do Programa Portugal 2020

A Euromodal continua a desenvolver o seu projeto de modernização/ expansão através do Portugal 2020 de forma sustentada, conforme o seu plano de investimento.

Com início em 2013 e um investimento total de 2 milhões de euros, começam-se a colher os frutos do plano de internacionalização.

 

No final de 2016, a Euromodal concluiu um processo de ensaios que resultou no fornecimento para grandes obras em África. Com estes fornecimentos, a Euromodal deverá aumentar consideravelmente a sua exportação, um objetivo declarado desde o início, tal como referido por Francisco Araújo, um dos quatro sócios da empresa:

«Foram várias as incursões, habitualmente em condições difíceis. Relembro o caso do Ébola, agora menos falado, mas que no início dos trabalhos era uma ameaça presente.», relembra. «Apesar das dificuldades, o sucesso da aplicação dos investimentos comunitários da União Europeia dependiam das exportações e, portanto, tínhamos de confiar na nossa excelência técnica para ganhar a confiança dos donos de obra». O que se veio a confirmar.

 

Todo este esforço vem ser apoiado com a construção do novo centro fabril e do laboratório de referência da Euromodal, com término previsto para este mês de fevereiro.

A expansão nacional e internacional assenta nos ombros da capacidade de fabricação e armazenamento da Euromodal. O Diretor de Produção, e sócio gerente, José Pereira relata: «Estávamos a atingir o limite das nossas capacidades, o que comprova, por si só, o grande impulso dos últimos anos. As dores de crescimento já se faziam sentir. Com a previsão de aceleração das vendas necessitávamos de novas condições que garantissem a satisfação dos nossos clientes, que serão sempre o nosso principal foco».

 

A Euromodal orgulha-se de ter contratado, para além da já existente Diretora Financeira Maria João Cardoso, mais um elemento diretivo feminino, a Diretora de Laboratório Ana Gomes, que nos conta: «A transição para o novo laboratório está para terminar. Ainda esta semana devemos receber todos os equipamentos, bem a tempo das auditorias de 2017. Com a acreditação do LEME, iremos ser uma referência laboratorial em Portugal e na Europa o que, certamente, irá catapultar o nome da Euromodal para a linha da frente na área do betão». LEME é o acrónimo para Laboratório de Ensaios de Materiais da Euromodal, que funcionará de forma independente da empresa mãe e que pretende dar rumo à indústria de betão em Portugal.

 

O membro mais antigo da Euromodal, o fundador e sócio gerente Augusto Cardoso com 49 anos de casa, conta a história emocionante do crescimento desta empresa. «Iniciei o meu trajeto aqui com 24 anos e é com imenso orgulho que vejo esta empresa crescer de forma determinada e bem assente, tanto em Portugal como além fronteiras. Todos sabemos das dificuldades que o país, e a construção em particular atravessam, daí o valor de acordos como o Portugal 2020, através de investimento de fundos comunitários da UE, serem importantíssimos. Apesar da nossa qualidade, algo que nos tomaria uma década a concluir, demorou metade disso.»

 

Assim, a Euromodal segue a todo o vapor relembrando o seu motto “Nós entendemos de betão”.

Imagem completa do armazém construído com ajuda dos fundos do Portugal 2020

Imagem completa do armazém construído com ajuda dos fundos do Portugal 2020