A Euromodal nasce em 1986

Liga visão e ambição

Antecipa o futuro

Sempre ligada à introdução de produtos inovadores e ao mercado alemão, parece natural a Euromodal nascer no ano em que Portugal entra na União Europeia. Em 1986, Augusto Cardoso, José Pereira e Joaquim Araújo compraram a empresa Modal e rebatizaram-na como Euromodal – um nome que liga visão e ambição. Os três sócios acreditaram no potencial futuro da empresa falida que já tinha passado por tempos áureos durante os 20 anos da sua existência. Augusto Cardoso, na contabilidade, e Joaquim Araújo e José Pereira, na Produção, tinham contribuído para esse sucesso da Modal com a venda dos adjuvantes que produziam e dos produtos alemães inovadores como óleos hidrofugantes, desmoldantes e introdutores de ar.
Sabiam perfeitamente como reanimar o negócio e dedicaram-se aos dois pontos extremos da cadeia de valor: aos fornecedores internacionais e aos clientes em Portugal.
Com a gestão de Augusto Cardoso, rapidamente reconquistaram a confiança perdida no difícil ambiente económico pós-25 de Abril. Fundamental para o novo fôlego foi o negócio com a alemã Woermann. O jovem Diretor de Vendas desta empresa, que era a principal fornecedora, e Francisco Araújo, filho de Joaquim Araújo, e hoje sócio, entenderam-se imediatamente, viram as oportunidades winwin e decidiram introduzir novos produtos no mercado português.
Para dar resposta às necessidades dos clientes, a Euromodal completa o portefólio. A partir de 2000, oferece serviços abrangentes: dá apoio técnico, formula misturas e realiza vários tipos de ensaio em laboratório e in situ. Nessa altura, a empresa já tinha dois novos sócios: os irmãos Francisco e Jorge Araújo, ambos engenheiros civis e herdeiros do pai Joaquim que faleceu em 1992.
Com o plano de expansão, definido em 2013, a Euromodal está atualmente empenhada em preparar o futuro – um futuro da mais alta qualidade, ainda mais próximo dos clientes e mais internacional. O objetivo é aumentar a taxa de exportação de 25 para 40 por cento. Para realizar o plano até 2023, a Euromodal investe 2 milhões de euros em novas instalações, nos equipamentos mais recentes, na ampliação da equipa com engenheiros altamente qualificados, na estreita colaboração com o Ensino Superior e num refresh da imagem.